5 dicas para professores – novos e experientes

As aulas ainda estão no começo e isso significa uma readaptação de rotina para alunos, professores e equipe de coordenação e direção. As primeiras semanas parecem ter dias mais longos, mais estresse e muita preocupação na cabeça: “Como lidar com o meu aluno novo que tem dificuldade? E se os pais reclamarem de mim? Quanta lição devo dar?”. Parece que o sinal não vai tocar nunca!!dont know

Muitas perguntas.

Muito estresse.

Antes que a demanda fique maior e você perca o controle da situação, confira  algumas dicas para professores – novos e experientes – para tirar de letra os primeiros dias e pegar o ritmo rapidinho

1. Segue o fluxo

Você está chegando em sua nova sala de aula com várias ideias e metas. Mantenha elas na cabeça, mas lembre-se que você faz parte de uma equipe. Trace seu caminho e construa suas metas conforme a demanda, mantendo o grupo de professores ao seu lado. Transforme seus colegas de escola em parceiros. Essa troca de experiências pode contribuir muito com suas aulas.

relax2. Nada de relaxar

Esse é o pior tiro no pé que você pode se dar. Dizer aos alunos “Estou aqui para ensinar. Se você relaxar e não prestar atenção, o problema é só seu”. Para os alunos é uma desculpa para distração – celular e conversinhas – e para os pais uma forma de dizer que você não os motiva.

sociais3. “Dá um GOOGLE” em você

Você tem contas nas redes sociais, blog, página de relacionamentos, snapchat, fotos? Bem, quase todo mundo hoje tem… Mas, se você não quiser ter sua vida exposta em sala de aula, ou pelos pais na reunião inicial, é bom verificar mais de uma vez quem é você no mundo virtual.

4. Não tenha medo de dizer “eu não sei”

Não há problema em dizer que não sabe uma resposta, afinal você é um ser humano como eles. Você pode transformar isso em uma pesquisa, um trabalho de descobertas e aí, então, com a informação nas mãos, mostrar o que fazer para transformar o que acabaram de descobrir, em conhecimento.

problemas5. Não resolva os problemas fora da sala

Se você passar a maior parte da sua aula mandando alunos para a diretoria ou escrevendo para os pais de como o filho deles não se comporta, a escola vai ver você como um professor fraco. Triste, mas verdadeiro. Converse com outros professores, observe outras turmas, troque ideias com a coordenação sobre os casos mais complicados.